sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Le Faon et le chat (O Corço e o gato)

"Cenas como essa só merecem uma trilha sonora tão maravilhosa. Sim.... Há esperança!"
What a wonderful world!

video

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

... imperdível mesmo ...

O cara (músico profissional) viajava de avião num trecho nos states.
A United Airlines embarcou e devolveu a sua guitarra quebrada.
Ele tentou de todo jeito ser indenizado. Ficava em + - US$ 2.000,00
Depois de várias tentativas e muita canseira, ficou injuriado, fez um clip baratinho e postou no YouTube.
Mais de 4.5 milhões de acessos e 30 mil avaliações 5 estrelas. Virou hit!
A United Airlines já apresentou várias propostas para tirar o clip do ar.
Mas agora, segundo ele, o tempo dos "espertos" da United passou. O clip continua no ar.


domingo, 9 de agosto de 2009

Pão com Manteiga


Conta a história que um casal tomava café da manhã no dia de suas bodas de prata. A mulher passou a manteiga na casca do pão e o entregou para o marido, ficando com o miolo. Ela pensou: "Sempre quis comer a melhor parte do pão, mas amo demais o meu marido e, por 25 anos, sempre lhe dei o miolo. Mas hoje quis satisfazer meu desejo. Acho justo que eu coma o miolo pelo menos uma vez na vida".

Para sua surpresa, o rosto do marido abriu-se num sorriso sem fim e ele lhe disse: - Muito obrigado por este presente, meu amor. Durante 25 anos, sempre desejei comer a casca do pão, mas como você sempre gostou tanto dela, jamais ousei pedir!

Moral da história:
Você precisa dizer claramente o que deseja, não espere que o outro adivinhe...
Você pode pensar que está fazendo o melhor para o outro, mas o outro pode estar esperando outra coisa de você...
Deixe-o falar, peça-o para falar e quando não entender, não traduza sozinho.
Peça que ele se explique melhor.

Esse texto pode ser aplicado não só para relacionamento entre casais, mas também entre pais e filhos, entre amigos e mesmo entre colegas de trabalho.
As relações humanas seriam melhores se entendêssemos isto!!!

(Desconheço a autoria)

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Pode não, seu Padre!

Manhã tranquila numa cidadezinha do sertão. O padre em frente à igreja vê passar uma garotinha de uns nove ou dez anos, pés descalços, franzina, meio subnutrida, ar angelical, conduzindo umas seis ou sete cabras.

É com esforço que a garotinha consegue reunir as cabras e fazê-las caminhar.
O padre observa a cena e começa a imaginar se aquilo não é um caso de exploração de trabalho infantil e vai conversar com a menina.

- Olá, minha jovem. Como é o seu nome?

- Rosineide, seu padre.

- O que é que você está fazendo com essas cabras, Rosineide?

- É pro bode cobrir elas, seu padre. Tou levando elas lá pro sítio de seu João.

- Me diga uma coisa, Rosineide, seu pai ou seu irmão não podiam fazer isso?

- Pode não, seu padre! Tem que ser um bode mesmo.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

O BRASILEIRO É ASSIM:

- Saqueiam cargas de veículos acidentados nas estradas.

- Estacionam nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.

- Subornam ou tentam subornar quando são pegos cometendo infração.

- Trocam votos por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, dentadura.

- Falam no celular enquanto dirigem.

- Trafegam pela direira nos acostamentos num congestionamento.

- Param em filas duplas, triplas em frente as escolas.

- Violam a lei do silêncio.

- Dirigem após consumirem bebida alcoolica.

- Furam filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas desculpas.

- Espalham mesas, churrasqueira nas calçadas.

- Pegam atestados médicos sem estarem doentes, só para faltarem ao trabalho.

- Fazem gato de luz, de água e de tv a cabo.

- Registram imóveis no cartório num valor abaixo do comprado, muitas vezes irrisórios, só para pagar menos impostos.

- Compram recibos para abater na declaraçao do imposto de renda para pagar menos imposto.

- Mudam a cor da pele para ingressar na universidade através do sistema de cotas.

- Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10 pede nota de 20.

- Comercializam objetos doados nessas campanhas de catástrofes.

- Estacionam em vagas exclusivas para deficientes.

- Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se fosse pouco rodado.

- Compram produtos piratas com a plena consciencia de que são piratas.

- Substitui o catalizador do carro por um que só tem a casca....

- Diminuem a idade do filho para que este passe por baixo da roleta do onibus, sem pagar passagem.

- Emplacam o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA.

- Frequentam os caça-niqueis e fazem uma fezinha no jogo de bicho.

- Levam das empresas onde trabalham, pequenos objetos como clips, envelopes, canetas, lapis.... como se isso não fosse roubo.

- Comercializam os vales transportes e vale refeição que recebem das empresas onde trabalham.
- Falsificam tudo, tudo mesmo.. só não falsificam aquilo que ainda não foi inventado...

- Quando voltam do exterior, nunca falam a verdade quando o policial perguntam o que trazem na bagagem...

- Quando encontram algum objeto perdido, na maioria não devolve.

E querem que os políticos sejam honestos.... se escandalizam com a farra das passagens aéreas...
Estes políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo.... ou não?


(Desconheço a autoria)

segunda-feira, 20 de julho de 2009

A ARTE DE VIVER

UMA HISTÓRIA DE ELEVADO INTERESSE HUMANO

TODOS DEVERIAM VIVER COMO ESTA BOA E ADORÁVEL MULHER



QUASE AO FINAL DA PRÁTICA DOMINICAL O SACERDOTE PREGUNTOU AOS FIEIS NA IGREJA:

-"QUANTOS DE VOCES CONSEGUIRAM PERDOAR SEUS INIMIGOS?

A MAIORIA LEVANTOU A MÃO. O SACERDOTE VOLTOU A REPETIR A MESMA PERGUNTA E ENTAO TODOS LEVANTARAM A MÃO MENOS UMA PEQUENA E FRÁGIL VELHINHA.

-"SRA. MARIAZINHA, A SENHORA NAO ESTÁ DISPOSTA A PERDOAR SEUS INIMIGOS?"

-"EU NAO TENHO INIMIGOS!" respondeu docemente.

-"Sra. MARIAZINHA, ISTO É MUITO RARO!", disse o Sacerdote, e perguntou:

- "QUANTOS ANOS A SENHORA TEM?

ELA RESPONDEU: - " 98 ANOS!"

O PÚBLICO PRESENTE NA IGREJA SE LEVANTOU E APLAUDIU ENTUSIASTICAMENTE.

"Sra. MARIAZINHA CONTE PARA TODOS NÓS, DÊ SEU TESTEMUNHO, COMO SE VIVE 98 ANOS E NAO SE TEM INIMIGOS?"

A DOCE VELHINHA SE DIRIGE AO ALTAR E DIZ SOLENEMENTE OLHANDO PARA O PUBLICO EMOCIONADO:

- "PORQUE TODOS OS FILHOS DA PUTA JÁ MORRERAM!"

sábado, 11 de julho de 2009

A MORDIDA DE GAÚCHO

Um Gaúcho vê uma mulher linda, com seios espetaculares, saltar do ônibus.

Corre até ela e pergunta:
- Deixaria eu morder seus seios por 50 reais?

- Você deve estar maluco - diz a moça.

- E por R$ 500,00 você deixaria?

- Olha, não me leve a mal, mas não sou desse tipo de mulher.

De olho no volume daqueles seios, ele insiste:
- Por R$ 5.000,00 você deixaria eu morder seus seios maravilhosos?

A mulher hesita, pensa um pouco e finalmente responde:
- Por R$ 5.000,00 tudo bem. Então vamos até aquele cantinho...
Ela abre a blusa, deixa os seios à mostra e libera tudo pro Gaúcho

O Gaúcho beija, passa as mãos, encosta a cabeça, lambe, chupa e nada de morder...

Até que a mulher perde a paciência:
- Você não vai morder?

- Eu não! É muito caro!

domingo, 5 de julho de 2009

Definição: Peito e culhões

Há uma distinção médica clara.
Todos ouvimos falar em alguém ter peito ou ter culhões, mas você sabe REALMENTE a diferença entre ambos?

Vamos tentar esclarecer onde eles se diferenciam:

PEITO - É chegar em casa tarde da noite, após uma balada com os amigos, e ser recebido por sua mulher segurando uma vassoura, e ter peito de perguntar:
_"Ainda está limpando a casa, ou vai voar para algum lugar?"

CULHÕES - É chegar tarde da noite em casa, após uma balada com os amigos, cheirando a perfume e cerveja, batom no colarinho, e ter culhões de dar um tapa na bunda da sua mulher e dizer:
_"Você é a próxima, gorducha!"

Esperamos ter esclarecido qualquer confusão sobre as definições.
Porém, clinicamente falando, não há diferença no resultado. Ambos terminam em morte.

O domínio feminino, veja onde você se encaixa

- Muito bem, gritou São Pedro:
- Vamos organizar em duas filas. Homens que sempre dominaram as mulheres façam fila do lado esquerdo, e os que sempre foram dominados pelas suas mulheres façam fila à direita.

Depois de muita confusão, os homens estão em fila.

A fila dos dominados por suas mulheres tem mais de 10 km.

A fila dos que dominavam mulheres tinha só um fulano.

São Pedro exclama:
-Vocês deveriam ter vergonha! Deus criou vocês a Sua imagem e semelhança e vocês se deixaram dominar por suas mulheres. Apenas um de vocês honrou o nome e deixou Deus orgulhoso de Sua criação. Aprendam com ele!

Virando-se para o homem solitário, São Pedro diz:
-Conte-nos como você fez para ser o único nesta fila?

E o homem timidamente responde:
-Eu não sei, foi minha mulher que me mandou ficar aqui!!!

terça-feira, 30 de junho de 2009

O Joãozinho ensina muita coisa...


Joãozinho estava brincando no playground da escola, quando viu o carro do seu pai passando em direção ao mato atrás da escola... ele Seguiu o carro e viu seu pai e tia Jane, se abraçando apaixonadamente!!! Joãzinho achou isso tão excitante, que não se conteve e correu pra casa para contar pra sua mãe o que tinha visto ...

- Mamãe, mamãe, eu estava no playground da escola, quando vi o carro do papai indo pro mato com a tia Jane dentro... Eu fui atrás pra ver e ele tava dando o maior beijo na tia Jane....depois ele a ajudou a tirar sua blusa... aí a tia Jane ajudou o papai a tirar suas calças e depois a tia Jane...'
Nesse ponto a Mamãe o interrompeu e disse:

- Joãozinho, essa é uma estória tão interessante, que tal você guardar o resto dela pra hora do jantar?.... Eu quero ver a cara do seu pai, quando você contar tudo isso hoje à noite?'

Na hora do jantar, a Mamãe pediu pro Joãozinho pra contar sua estória...

Joãozinho começou a sua estória:

- 'Eu tava brincando no playground da escola, quando vi o carro do papai indo pro mato com a tia Jane dentro... aí, fui correndo atrás pra ver e ele tava dando o maior beijo na tia Jane...aí ele a ajudou a tirar sua blusa... aí a tia Jane ajudou o papai a tirar suas calcas e depois a tia Jane e o Papai começaram a fazer as mesmas coisas que a Mamãe e o tio Bill faziam, quando o Papai estava no exército ...'
- A mamãe desmaiou!!!

Moral da estória:
Para aqueles que interrompem a fala antes do final...

Dê atenção a quem estiver falando. Pode ser bom pra você!!!!

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Mãe é fogo


Mãe: Alô?

Filha: Mãe? Posso deixar os meninos contigo hoje à noite?

Mãe: Vai sair?

Filha: Vou.

Mãe: Com quem?

Filha: Com um amigo.

Mãe: Não entendo porque você se separou do teu marido, um homem tão bom...

Filha: Mãe! Eu não me separei dele! ELE que se separou de mim!

Mãe: É... você me perde o marido e agora fica saindo por aí com qualquer um...

Filha: Eu não saio por aí com qualquer um. Posso deixar os meninos?

Mãe: Eu nunca deixei vocês com a minha mãe, para sair com um homem que não fosse teu pai!

Filha: Eu sei, mãe. Tem muita coisa que você fez que eu não faço!

Mãe: O que você tá querendo dizer?

Filha: Nada! Só quero saber se posso deixar os meninos.

Mãe: Vai passar a noite com o outro? E se teu marido ficar sabendo?

Filha: Meu EX-marido!! Não acho que vai ligar muito, não deve ter dormido uma noite sozinho desde a separação!

Mãe: Então você vai dormir com o vagabundo!

Filha: Não é um vagabundo!!!

Mãe: Um homem que fica saindo com uma divorciada com filhos só pode ser um vagabundo, um aproveitador!

Filha: Não vou discutir, mãe. Deixo os meninos ou não?

Mãe: Coitados... com uma mãe assim...

Filha: Assim como?

Mãe: Irresponsável! Inconsequente! Por isso teu marido te deixou!

Filha: CHEGA!!!

Mãe: Ainda por cima grita comigo! Aposto que com o vagabundo que tá saindo contigo você não grita.

Filha: Agora tá preocupada com o vagabundo?

Mãe: Eu não disse que era vagabundo!? Percebi de cara!

Filha: Tchau!!

Mãe: Espera, não desliga! A que horas vai trazer os meninos?

Filha: Não vou. Não vou levar os meninos, também agora não vou mais sair!

Mãe: Não vai sair? Vai ficar em casa? E você acha o que, que o príncipe encantado vai bater na tua porta?
Uma mulher na tua idade, com dois filhos, pensa que é fácil encontrar marido? Se deixar passar mais dois anos, aí sim que vai ficar sozinha a vida toda! Depois não vai dizer que não avisei! Eu acho um absurdo, na tua idade você ainda precisar que EU te empurre para sair!

Luis Fernando Verissimo

segunda-feira, 8 de junho de 2009

O fiofó


Na favela dois homens entram num barraco arrastando um cara pelos braços.
Lá dentro, o Djalmão, um negão enorme e suarento limpa as unhas com um facão.

- Djalmão, o chefe mandou você comer o fiofó desse cara aqui, que é para ele aprender a não se meter a valente com o nosso pessoal.
- Pode deixar ele aí no cantinho que eu vou cuida dele daqui já já.

Quando o pessoal sai o rapaz diz:
- Ô seu Djalmão, faz isso comigo não, depois de enrabado minha vida vai acabar, tem piedade pelo amor de Deus!!
- Cala a boca e fica quieto aí no seu canto que eu já te pego.

Pouco depois mais dois homens arrastando outro cara:
- Esse aí o chefe mandou você cortar as duas mãos e furar os olhos é para ele aprender a não tocar no dinheiro da boca.
- Deixa ele aí que eu já resolvo.

Daí a pouco chega outro pobre coitado:
- Djalmão, esse o chefe quer que você corte o pinto e a língua para ele não se meter com mais nenhuma mulher da favela!
- Já resolvo isso. Bota ele ali no cantinho junto com os outros.

Mais alguns minutos entra outro:
- Aí Djalmão, esse aí é pra você cortar em pedacinhos e mandar cada pedaço pra família dele.

Nisso o primeiro rapaz diz em voz baixinha, baixinha:
- Seu Djalmão, por favor, com todo respeito, só pro senhor não Se confundir:
- O cara do fiofó sou eu, tá?

MORAL DA HISTÓRIA:

'Conforme a gente vai conhecendo os problemas dos outros, percebemos que o nosso nem é assim, um graannde problema.'

terça-feira, 12 de maio de 2009

Porque os juízes devem ouvir as partes


Seu Zé, mineirinho, pensou bem e decidiu que os ferimentos que sofreu num acidente de trânsito eram sérios o suficiente para levar o dono do outro carro ao tribunal. No tribunal, o advogado do réu começou a inquirir seu Zé:

- O Senhor não disse na hora do acidente 'Estou ótimo'?

E seu Zé responde:

- Bão, vô ti contá o que aconteceu. Eu tinha acabado di colocá minha mula favorita na caminhonete. ..

- Eu não pedi detalhes! - interrompeu o advogado. - Só responda à pergunta: O Senhor não disse na cena do acidente: 'Estou ótimo'?

- Bão, eu coloquei a mula na caminhonete e tava descendo a rodovia...

O advogado interrompe novamente e diz:

- Meritíssimo, estou tentando estabelecer os fatos aqui. Na cena do acidente este homem disse ao patrulheiro rodoviário que estava bem. Agora, várias semanas após o acidente ele está tentando processar meu cliente, e isso é uma fraude. Por favor, poderia dizer a ele que simplesmente responda à pergunta.

Mas, a essa altura, o Juiz estava muito interessado na resposta de seu Zé e disse ao advogado:

- Eu gostaria de ouvir o que ele tem a dizer.

Seu Zé agradeceu ao Juiz e prosseguiu:

- Como eu tava dizendo, coloquei a mula na caminhonete e tava descendo a Rodovia quando uma picape travessô o sinal vermeio e bateu na minha Caminhonete bem du lado. Eu fui lançado fora do carro prum lado da rodovia e a mula foi lançada pro outro lado. Eu tava muito ferido e não podia me movê. Mais eu podia ouvir a mula zurrano e grunhino e, pelo baruio, percebi que o estado dela era muito feio. Em seguida o patrulheiro rodoviário chegou. Ele ouviu a mula gritano e zurrano e foi até onde ela tava. Depois de dá uma oiada nela, ele pegou o revorve e atirou 3 vezes bem no meio dos ôio dela. Depois ele travessô a estrada com a arma na mão, oiô para mim e disse:

- Sua mula estava muito mal e eu tive que atirar nela. E, como o senhor está se sentindo?

- Aí eu pensei bem e falei: ... Tô ótimo!

terça-feira, 28 de abril de 2009

Cartas de amor (!?)



Minha pequena Antonia,

Não consigo entender como você pôde me deixar assim, sem mais nem menos. Sem nenhuma explicação, nem ao menos um bilhete! Meu coração morre um pouco a cada dia que chego e encontro a casa vazia.
E eu, que podia jurar sobre o túmulo da minha mãe mortinha, que você me amava, e que tudo estava bem entre nós.
Ainda lembro da sua cara de felicidade depois da nossa última noite de amor. Você se lembra, minha pequena?
Será que eu estava tão enganado assim?
Eu lhe dei meu coração - abri as portas da minha casa pra te receber como parte da minha família. E todos os planos que fizemos juntos?
Nosso tão sonhado terreno na praia. Nossa casinha, nosso ninho de amor ali, aos pés da natureza, nos braços do Criador.
Você cuidaria da horta enquanto eu estivesse no mar, pescando para garantir o sustento dos nossos filhotes.
Tantos sonhos, tantos planos. Agora nada disso restou. Tanta coisa que nem chegou a acontecer. E são elas que me dão mais saudades de você.
Não teremos mais caminhadas na beira do mar ao entardecer. Não haverão beijos ao luar, deitados na rede em nossa varanda.
O cheiro dos bolos de fubá recém-assados não chegarão ao nosso quarto nos domingos de manhã. Minhas mãos calejadas não massagearão mais seus pés cansados ao final do dia.
Não tenho mais forças para continuar a viver. Antonia, eu te imploro. Volte para mim! Se te fiz algo errado, perdão! Mas volta pra mim.

Do seu,

Valdemar.


RESPOSTA

Valdemar,

É muita cara de pau a sua me escrever uma carta dessas. Você só pode estar bebendo de novo!
Ou você não se lembra de nada?
Vou refrescar sua memória:
Em primeiro lugar, eu não saí fugindo da casa da sua mãe. Eu saí à luz do dia, depois que te peguei na nossa cama com aquela sirigaita da Regininha. Se tinha alguém ali com cara de felicidade depois de uma “noite de amor” era ela, não eu!
Que casa na praia, Valdemar? Ficou louco?
Você odeia praia. Eu nem sei mexer na terra. Que história é essa de horta? Barco de peixe? Filhos?
Deus me livre e guarde de pôr na Terra uma criatura que tenha vindo de você, seu traste. Já basta ter que cuidar de mim mesma, ter que cuidar de filho seu ainda?
Eu não sei cozinhar, você é alérgico a peixe. Você não consegue decidir o que fazer no final de semana, quer me convencer de que tinha “planos para nós”?
Faz dez anos - DEZ ANOS, Valdemar, que eu estou esperando você tomar uma atitude e me pedir em casamento. Cada vez é uma desculpa mais esfarrapada que a outra. Primeiro você quer voltar a estudar, depois quer aprender um instrumento pra fazer parte da banda de pagode do seu primo, depois quer guardar dinheiro para ir à final do campeonato em que o seu clube talvez participe. Cansei.
E tem mais, seu mentiroso salafrário e sem-vergonha: sua mãe tá viva ainda, ou pensa que eu não sei? Até parece que tá falando com outra!
Ah, vai ver que é isso. Você trocou os nomes, não é?
Pois então vamos simplificar as coisas: você copia tudo de novo pra outro papel, mas troca o nome no começo. Quem sabe alguma outra trouxa cai na sua conversa?
Enquanto isso, me mira mas me erra, combinado?

Da sua ex,

Antonia

PS. E desde quando eu sou pequena, seu palerma?

Diego Jr (Dieguito, Mr. Jones)

terça-feira, 21 de abril de 2009

CONVERSA ENTRE DUAS MORTAS




- Como foi que você morreu?

- Morri congelada!

- Ai que horror !!! Deve ter sido horrível! Como é morrer congelada?

- Bom, no começo foi muito ruim: primeiro foram os arrepios, depois as dores nos dedos das mãos e dos pés, tudo congelando... Mas depois veio um sono muito forte e eu perdi a consciência. E você, como morreu?

- Eu?????? Morri de ataque cardíaco! Eu estava desconfiada que meu marido estava me traindo, então, um dia cheguei em casa mais cedo, corri até ao quarto e ele estava na cama, calmamente assistindo televisão. Ainda desconfiada, corri até o porão para ver se encontrava alguma mulher escondida, mas não encontrei ninguém. Depois, corri até o segundo andar, mas também não vi ninguém. Foi então, que subi até o sótão e, ao subir as escadas, esbaforida, tive um ataque cardíaco e caí morta.

- Puxa, que pena!!! Se você tivesse procurado no freezer, nós duas estaríamos vivas!

sábado, 11 de abril de 2009

Uma lição de equilíbrio


















Eu acompanhava um amigo à banca de jornal.
Meu amigo cumprimentou o jornaleiro amavelmente, mas, como retorno,
recebeu um tratamento rude e grosseiro.
Pegando o jornal que foi atirado em sua direção, meu amigo sorriu
atenciosamente e desejou ao jornaleiro um bom final de semana.
Quando nós descíamos pela rua, perguntei:
- Ele sempre lhe trata com tanta grosseria?
- Sim, infelizmente é sempre assim.
- E você é sempre tão atencioso e amável com ele?
- Sim, sempre sou.
- Por que você é tão educado, já que ele é tão rude com você?
- Porque não quero que ele decida como eu devo agir.

Nós somos nossos "próprios donos".

Não devemos nos curvar diante de qualquer vento que sopra, nem estar à
mercê do mau humor, da mesquinharia, da impaciência e da raiva dos
outros.

Não são os ambientes que nos transformam e sim nós que transformamos
os ambientes.

"Para saber quantos amigos você tem, dê uma festa...
Para saber a qualidade deles, fique doente!"


(Desconheço a autoria - Recebido por e-mail)

terça-feira, 31 de março de 2009

Vírgulas... Usar ou não usar...













Coloque a vírgula em lugar errado e veja a confusão que você pode se meter.

Sobre a Vírgula

Muito legal a campanha dos 100 anos da ABI (Associação Brasileira de Imprensa).

Vírgula pode ser uma pausa... ou não.
Não, espere.
Não espere.

Ela pode sumir com seu dinheiro.
23,4.
2,34.

Pode ser autoritária.
Aceito, obrigado.
Aceito obrigado.

Pode criar heróis.
Isso só, ele resolve.
Isso só ele resolve.

E vilões.
Esse, juiz, é corrupto.
Esse juiz é corrupto.

Ela pode ser a solução.
Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.

A vírgula muda uma opinião.
Não queremos saber.
Não, queremos saber.

Uma vírgula muda tudo.

ABI: 100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da sua informação.

Detalhes Adicionais
SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.

Se você for mulher, certamente colocou a vírgula depois de MULHER.
Se você for homem, colocou a vírgula depois de TEM.

(Desconheço a autoria)

quarta-feira, 18 de março de 2009

Maridos...

O marido chegou em casa, após o trabalho, e encontrou seus filhos brincando do lado de fora, ainda vestindo pijamas.

Estavam sujos de terra, cercados por embalagens vazias de comida entregue em casa.

A porta do carro da sua esposa estava aberta. A porta da frente da casa também. O cachorro estava sumido, não veio recebê-lo.

Enquanto ele entrava em casa, achava mais e mais bagunça. A lâmpada da sala estava queimada, o tapete estava enrolado e encostado na parede.

Na sala de estar, a televisão ligada aos berros num desenho animado qualquer, e o chão estava atulhado de brinquedos e roupas espalhadas.

Na cozinha, a pia estava transbordando de pratos; ainda havia café da manhã na mesa, a geladeira estava aberta, tinha comida de cachorro no chão e até um copo quebrado em cima do balcão. Ainda que tivesse um montinho de areia perto da porta.

Assustado, ele subiu correndo as escadas, desviando dos brinquedos espalhados e de peças de roupa suja.

'Será que a minha mulher passou mal?' ele pensou. 'Será que alguma coisa grave aconteceu?'

Daí ele viu um fio de água correndo pelo chão, vindo do banheiro.

Lá havia mais brinquedos espalhados, toalhas molhadas, papel higiênico na pia. A pasta de dente sem tampa e a banheira havia transbordado.

Finalmente, ele encontrou sua mulher ainda de pijama, na cama, deitada e lendo uma revista. Ela olhou para ele, sorriu, e perguntou:

- Como foi seu dia?

Ele olhou para ela completamente confuso, e perguntou: Que diabos aconteceu aqui em casa? Por que toda essa bagunça?

Ela sorriu e disse:

- TODO DIA, QUANDO VOCÊ CHEGA DO TRABALHO, ME PERGUNTA: 'AFINAL DE CONTAS, O QUE VOCÊ FEZ O DIA INTEIRO DENTRO DE CASA?'

- BEM, HOJE EU NÃO FIZ NADA, FOFO . . .

quinta-feira, 5 de março de 2009

Chapeuzinho Vermelho na Imprensa























Diferentes maneiras de contar a mesma história:

JORNAL NACIONAL
(William Bonner): 'Boa noite. Uma menina chegou a ser devorada por um lobo na noite de ontem...'.
(Fátima Bernardes): '... mas a atuação de um caçador evitou uma tragédia'.

PROGRAMA DA HEBE
(Hebe Camargo ): '... que gracinha, gente. Vocês não vão acreditar, mas essa menina linda aqui foi retirada viva da barriga de um lobo, não é mesmo?'

CIDADE ALERTA
(Datena): '... onde é que a gente vai parar, cadê as autoridades? Cadê as autoridades? ! A menina ia para a casa da avozinha a pé! Não tem transporte público! Não tem transporte público! E foi devorada viva... Um lobo, um lobo safado. Põe na tela!! Porque eu falo mesmo, não tenho medo de lobo, não tenho medo de lobo, não.'

REVISTA VEJA
Lula sabia das intenções do lobo..

REVISTA CLÁUDIA
Como chegar à casa da vovozinha sem se deixar enganar pelos lobos no caminho.

REVISTA NOVA
Dez maneiras de levar um lobo à loucura na cama.

FOLHA DE SÃO PAULO
Legenda da foto: 'Chapeuzinho, à direita, aperta a mão de seu salvador'.
Na matéria, box com um zoólogo explicando os hábitos alimentares dos lobos e um imenso infográfico mostrando como Chapeuzinho foi devorada e depois salva pelo lenhador.

O ESTADO DE SÃO PAULO
Lobo que devorou Chapeuzinho seria filiado ao PT.

O GLOBO
Petrobrás apóia ONG do lenhador ligado ao PT que matou um lobo pra salvar menor de idade carente.

ZERO HORA
Avó de Chapeuzinho nasceu no RS.

AQUI
Sangue e tragédia na casa da vovó.

REVISTA CARAS (Ensaio fotográfico com Chapeuzinho na semana seguinte)
Na banheira de hidromassagem, Chapeuzinho fala a CARAS: 'Até ser devorada, eu não dava valor para muitas coisas da vida. Hoje sou outra pessoa' .

PLAYBOY (Ensaio fotográfico no mês seguinte)
Veja só o que o lobo viu.

REVISTA ISTO É
Gravações revelam que lobo foi assessor de político influente.

G MAGAZINE (Ensaio fotográfico com lenhador)
Lenhador mostra o machado.

SUPER INTERESSANTE
Lobo mau! mito ou verdade?

DISCOVERY CHANNEL
Vamos determinar se é possível uma pessoa ser engolida viva e sobreviver.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Velhinha carente


Um homem jovem estava fazendo compras no supermercado, quando notou que uma velhinha o seguia por todos os lados.
Se ele parava, ela parava e ficava olhando para ele.
No fim, já no caixa, ela se atreveu a falar com ele, dizendo:
- 'Espero que não o tenha feito se sentir incomodado; mas é que você se parece muito com meu filho que faleceu.'
O jovem, com um nó na garganta, respondeu que tudo estava bem, que não havia problema.
A velhinha lhe disse, então:
- 'Quero lhe pedir algo incomum.'
O jovem lhe respondeu:
- 'Diga-me em que posso ajudá-la.'
- 'Queria que você me dissesse 'Adeus, Mamãe', quando eu me for do supermercado, isso me fará muito feliz!'
O jovem, sabendo que seria um gesto que encheria o coração da velhinha, aceitou.
Então, a velhinha passou pela caixa, após ter registrado as suas muitas compras. Aí, se voltou sorrindo e, agitando sua mão, disse: 'Adeus, filho!'
Ele, cheio de amor e ternura, lhe respondeu efusivamente: 'Adeus, mamãe!'
Ela se foi e o homem ficou contente e satisfeito pois, com certeza, havia dado um pouco de alegria à velhinha. E, então, passou suas compras.
'São R$ 554,00'; lhe disse a moça do caixa.
'Por que tanto, se só levo estes cinco produtos?'
E a moça do caixa lhe disse:
- 'Sim, mas sua mamãe disse que você pagaria pelas compras dela também...'

P.S. Até os canalhas envelhecem.